quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Resenha da HQ – Miss Marvel – Questões Mil


Livro: Miss Marvel – Questões Mil – Volume 2

Autor: G. Willow Wilson

Editora: Panini Comics


Nesse segundo encadernado temos as edições 6 a 11 onde conhecemos mais sobre a origem de Kamala além dos novos amigos como Wolverine, o Dentinho – um personagem que você vai amar muito –, os inumanos e entre outros.

Aqui somos apresentados ao vilão Inventor e o que realmente ele planeja além claro do final do arco desse malfeitor. Vemos também as novas amizades da nossa heroína como a sua reação ao encontrar o primeiro super-herói. É hilário a reação de Kamala ao ver Wolverine e não só isso temos também outras questões nessa trama. Como, por exemplo, o que realmente Miss Marvel é, ou seja, sua descendência e sua relação com os inumados e a bomba terrígena.

Claro que o arco do vilão Inventor terminar aqui nesse encadernado e esperamos sim que tenha a continuação dos outros nesse formado. Sim, é uma HQ muito boa e foca em alguns assuntos da realidade dos jovens como eles se veem no futuro e entre outros temas. Se você gostou do primeiro como eu, claro que você vai amar esse segundo.


Recomendo e esperando as próximas aventuras. 

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Evento – FENELIVRO e 6ª FESTIVAL DO VIDEOGAME-PE

Evento – FENELIVRO e 6ª FESTIVAL DO VIDEOGAME-PE


Nos dias 20 a 24 de setembro de 2017 foram realizados a Fenelivro e o 6ª Festival do Videogame-PE no Centro de Convenções de Olinda com a entrada gratuita.

Fenelivro – Feira Nordestina do Livro – trouxe vários livros, palestras e atrações para os 4 dias de evento. Com entrada de graça e um espaço simples, confortável e de fácil acesso tivemos não só shows e palestras como o Festival de videogame.

O 6ª Festival do videogame foi organizado por Cidadão Kelmer Produções e como sempre um espaço bem atrativo que juntou não só games, mas cosplay além da família.




Estive no último dia do evento e posso dizer que fiquei surpresa com os livros sumiram em 4 dias foi algo inesperado. O evento não foi muito divulgado, mas atingiu seu objetivo e me surpreendeu com toda a estrutura. Tinha um lugar para descanso, um cantinho para os pequenos brincarem com educadores, um palco onde as pessoas na plateia poderiam ver as atrações sentados. Muitos espaços de convivência para se sentar e esperar ou aproveitar o evento.




Em suma posso dizer que a Fenelivro e o Festival de videogame foram espetaculares, espero que nos próximos anos as atrações melhores mais e mais. Então até uma próxima...


E antes que eu me esqueça em breve vou informar a mais nova novidade no blog. Beijos e até lá... 

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Resenha do livro – Guardians volume 3



Livro: Guardians volume 3

Autor: Luciane Rangel

Ilustração: Ana Claudia Coelho

Editora: Lexia



Eu demorei sim, acho que esperando por um retorno dos personagens e olha que tem – a trilogia tem uma continuação -, mas não é esse o ponto, pois esse livro foi um dos que comprei a trilogia e conheci uma pessoa muito especial. Luciana Rangel assim como outras autoras de literatura brasileira me fez voltar a ler e escrever, algo que tinha me distanciado. Além desse livro eu tenho outros tantos de autores nacionais e olha que a lista é grande, mas com o tempo a vida pediu meu distanciamento da leitura e agora com a minha volta resolvi não só lê os livros nacionais como dá um retorno aos autores dos seus livros.

Guardians é um dos tantos livros que eu demorei a lê com o medo de me despedir de personagens tão carismáticos. Morte teve e muitas, algumas mortes foram surpreendentes ao meu ver, mas crucial para o fechamento da trilogia. Final feliz? Nem todos tiveram no início porque afinal depois da missão de fecha a barreira há outras missões no dia a dia. Ah sim, alguns personagens tiveram sim um final feliz.

Ótimas ilustrações de Ana Claudia Coelho em algumas partes do livro e claro o fechamento da adorável trilogia. Luta teve sim, mas creio que eu esperava um pouco mais na batalha final, porém me surpreendi com o desenrolar dos fatos. Na realidade eu pouco me lembrava do livro 2, mas com a leitura percebi o quanto os personagens sofreram desde o primeiro livro não só pelo passado de cada um, mas como um futuro incerto ao fecha a barreira.

Dizer que tudo acaba bem é normal em algumas obras. O que surpreendeu foi as finalizações e como cada personagem foi se despedindo de mim. Senti bem cada um cumpriu e está cumprindo sua missão. Talvez algumas pessoas mudem sua visão do mundo ou talvez nem tanto como no caso da irmã de Marcos.

Vê os personagens superando suas barreiras e seguindo com garra me fez pensar o quanto eu estou aqui lutando no meu cotidiano. Ah, Guardians me fez ver que o nosso inimigo não é um youkai, mas o quanto temos que lutar não só com nossos medos e o futuro incerto. Sei, estou enrolando e muito e não colocando os pingos nos is, mas como explicar o final de uma trilogia sem dizer o final.

Entendeu?! Eu poderia chegar aqui e dizer que tudo acabou bem, mas nem sempre a vida é assim. A vida é realmente como no final de Guardians, pois ao final de uma missão temos outras e outras.

Agora os nossos amados guardians tem a missão dá vida normal e a obrigação de ser eles mesmos. A amada dupla – escritora e ilustradora - me conquistou do começo ao final nas suas obras, pois me sinto órfã dos dozes personagens após o termino da leitura, entretanto sinto que a minha alegria ao terminar tal obra fez valer a pena lê.

Parabéns meninas e sinceramente não posso escolher um de tantos personagens, pois todos me cativaram e com isso termino a trilogia feliz com essa magnifica obra. Recomendo.


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Sobre a CCXP Tour Nordeste parte 2

Continuando...



O evento em si foi ótimo. Sei que demorei e muito para postar sobre o CCXP Tour Nordeste, mas tenho meus motivos já que depois do evento estive envolvida na minha mudança e resolvendo problemas pessoais. Mas em fim aqui fica a minha avalição sobre todos os pontos do evento.



Os staffers – não sei se o nome está certo da equipe envolvida em auxiliar os cosplayers – foram ótimos e ajudaram muito. A segurança estava impecável. A estrutura estava bem organizada atendendo tanto aos amantes da arte dos quadrinhos, mangás, games, palestras, colecionáveis, atores, atrizes e entre outras atrações.



Tinha muitos colecionáveis de todos os tamanhos e tipos para vários bolsos. Claro que os famosos tronos como o da series e dos quadrinhos, só vi o da turma da Monica que tinha uma cadeira cheia de coelhos. Claro que tinha espaço para tirar foto com os acessórios da mulher maravilha ou de alguns series. Creio que mesmo passando um dia inteiro no evento não vi nem a metade do que o lugar tinha a oferecer.



Os auditórios, os representantes dos quadrinhos, os youtubers, os artistas do desenho e... Sim, estou sendo repetitiva com relação a isso, mas de todos os eventos que fui e vi esse superou as minhas expectativas. Tanto que teve foto com os cosplay e pude conhecer uma galera muito divertida além de novas amizades.



Em comparação aos eventos aqui em Pernambuco esse valeu o dinheiro investido e sim foi épico. Nunca na minha vida ia está frente a frente com Carlos Ruas ou ver o trabalho do professor Fabio Paiva ou ver de pertinho o dono do canal Toys e Travels – sim esqueci o nome dele sei que tem Marvel, mas o primeiro nome esqueci.



Ah, vê alguém que lhe influenciou em algo ou até mesmo ver aquele mangá, quadrinhos ou artista ou mesmo famoso da telinha foi magico. Realmente o pessoal organizador foi muito feliz em realizar esse evento aqui em Pernambuco-Recife.




Em suma, sendo a próxima edição do CCXP Tour Nordeste aqui em Recife ou em outro estado do nordeste, ele tem tudo para dá certo. Trazer grandes eventos geek aqui para Recife e com atrações tanto nacionais como internacional será esplendido. Precisamos sim de grandes eventos bem organizados e estruturados no ramo geek, pois sido imensa falta de ver algo grandioso e não só me comoveu como deixar aquela vontade de mais e mais. Atualmente vejo os eventos simplesmente focado em grandes shows, mas não visando o público. Creio que recentemente os pequenos eventos, festivais e encontros estão tentando retomar essa emoção e assim espero. Bem fico por aqui com imensa saudade daquele domingo e que a próxima edição venha com mais força e seja épico. 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Evento - Primeiro Norte Geek

Evento




Evento - Primeiro Norte Geek




Realizado nos dias 26 e 27 de Agosto de 2017 no Shopping Norte Janga que contou com várias atrações desde os cosplay, quadrinistas, artistas, just dance, música e muitas outras atrações. Foram dois dias de muita diversão e inovação para a população entorno do Shopping.



Eu estive no evento de cosplay e vi como esse primeiro Norte Geek foi inovador e único. Segundo a organização do evento talvez ainda esse ano tenha outro, mas a certeza é que ano que vem teremos mais um evento no Shopping. Como cosplay e participante do evento vi o esforço de todos para trazer o melhor para o local em cultura geek. Grandes desenhistas e pessoas voltadas tanto aos quadrinhos como a arte do desenho. Várias palestras instrutivas e diversão para todas as idades e culturas.


Adorei o último dia – a qual estive presente com mais afinco – gostei do concurso de cosplay, das premiações, das palestras, dos novos amigos, das inúmeras fotos que tirei com as crianças pequenas e as crianças grandes. Um bom encerramento com o grupo Grio.


Em suma, um bom início de evento trazendo a essa região de Paulista eventos relacionado a cultura pop, geek e japonesa além da nossa cultura regional. E posso dizer que espero uma nova edição e com novidades. Também percebo que os eventos aqui na região antes carentes vem crescendo. Para quem não sabe antes os eventos de cultura japonesa ficavam centrado em Recife cidade próxima de onde moro atualmente – Paulista/Janga – e agora está descentralizando e ganhando as outras cidades. Espero ansiosa não só pela continuidade, mas por outros eventos que assim como esse dê mais espaço para outras culturas japonesa.







Então é isso e até a próxima.


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Resenha da HQ – Miss Marvel – Nada Normal



Livro: Miss Marvel – Nada Normal

Autora: G. Willow Wilson

Desenhos: Adrian Alphona

Editora: Panini



Bem não é só porque fiz o cosplay dela, mas Kamala Khan que assumiu o manto da Miss Marvel é uma personagem a qual me identifico não só pelo jeito dela de se portar, mas por alguns hobbys que ela possui. Pois bem nessa HQ que é de capa dura toda colorida reuniu cinco histórias da nova heroína.

Nessa primeira edição vemos como Kamala se sente como nascida em Nova Jersye de pais oriundo de um pais mulçumanos  e num conflito entre querer ser quem ela quer e o que seus pais querem que ela seja. Ela escreve fanfics, ama os vingadores e deseja de se torna uma heroína. E não por acaso ela acaba realizando o seu desejo de uma maneira não tão legal.

Ao ganhar seus novos poderes ela ajuda uma pessoa e começa sua saga heroica mesmo tento que esconder isso de seus pais e com a ajuda do seu melhor segundo amigo. Nesse meio termo aparece um vilão de nome inventor e assim vemos a jornada dela.

A trama e as imagens além das falas são bem leves e engraçadas de se lê. Adorei o desenvolvimento dos personagens tanto os principais quanto os secundários. Ainda tenho mais um volume do encadernado de capa dura para lê e ver no que a nossa nova super-heroína ira aprontar. Mas convenhamos que até o desenvolvimento do uniforme foi bem bolado e a tradução fui bem jovial. Eu estou esperando que a panini – a editora – traga todas as edições nesse formado e para quem não sabe tem a versão capa normal e capa dura. Comprei essas duas na CCXP-TOUR NORDESTE. Super recomendo a leitura dessa HQ.

Fico por aqui e até...


Observação: A história de Kamala foi escrita pela aclamada roteirista G. Willow Wilson, sim esse nome é de uma mulher. 

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Sobre a CCXP Tour Nordeste parte 1





Bem vou dividir em duas postagens esse tema, essa aqui vai ser bem pessoal a outra vou trazer algumas fotos além de informações do evento. Então vamos que vamos...



Sobre o evento posso dizer que foi maravilhoso. Nunca fui a um grande evento dessa temática e posso dizer que a primeira edição da Comic Com aqui no nordeste e na minha cidade foi esplendido.



Tentei curti ao máximo o único dia que pude ir. Domingo dia 16 de Abril de 2017 vai ficar marcado na minha história, pois fui a um evento de grande porte e ainda fui de cosplay completo. Sim, consegui depois de quase um ano fazer meu cosplay e nesse dia fiz a minha alegria e a de muitas pessoas.



Conversei, tirei fotos, me divertir, nos divertimos, em resumo voltei a ser criança e também ser a personagem. Kamala Khan definitivamente foi feita para que um dia eu pudesse ter a honra de vesti-la. Ela é quase parecida comigo, gosta de fanfic, ama super heróis, é nerd, tem amigos e muitas outras qualidades que me representa um pouco.



Em cunho pessoal posso dizer que entre tanto evento que participei na minha vida esse foi épico. Talvez seja estranho mencionar isso, mas certamente após o termino do evento me senti realizada tanto no meu sonho de conhecer alguns ídolos do youtube ou até ver que velho amigo hoje estão bem na área de HQ além de fazer novo amigos tanto em cosplay como youtube.



E espero mesmo que no ano que vem os organizadores pensem em trazer novamente esse maravilhoso evento para Pernambuco muito melhor que esse ano. Com certeza estarei lá para não só prestigiar como para rever e fazer amigos.




Foi épico! 

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Resenha do livro – Overwatch - Reflexos



Livro: Owerwatch – Reflexos

Autor:

Editora: Dark House



Uma história simples de 10 páginas sobre o natal de Tracer e alguns membros da overwacht. É uma das minhas resenhas mais curtas e simples porque não tem muito o que descrever. É estilo história em quadrinhos sobre o natal de Tracer indo comprar um presente para sua namorada e no final mostrar onde cada integrante da equipe está além da sua ceia com sua companheira e um dos membros da equipe. Simples e rápido. 

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Resenha do mangá – Drifters volume 2



Livro: Drifters volume 2

Autor: Kouta Hirano

Editora: Sampa


Bem vou retornar a escrever a resenha desse mangá e vou tentar não dá spoiler. Nesse volume vemos o rei negro tomando a cidade enquanto alguns drifters fogem. Ainda não é revelado quem é realmente o rei negro já que no primeiro volume vemos várias figuras históricas lutando ao lado dele. Nesse momento é dado uma pequena dica de quem talvez seja o poderoso vilão já que ele cura os feridos e fala que antes ele ajudou os humanos e agora tem um certo odeio dos humanos por causa de algo que eles fizeram a ele. Sim, é uma figura histórica muito conhecida.

Na segunda parte, o trio de drifters vindo do Japão libertou a vila dos elfos e também as elfas do governador local. E sim, como se esperar do autor temos cenas fortes que o nosso protagonista vendo as elfas sendo violentas pelos soldados e o deixando muito irado. Claro que após a tomada daquele lugar, as elfas voltaram para suas vilas levando consigo não só a esperança, mas um pequeno manifesto para lutar por sua liberdade. É uma das passagens mais impactantes do mangá e importante.

Na terceira parte, somos apresentado a um novo personagem de nome Saint Germi que é um conde e possui um grande percentual das terras daquele lugar. Pelo visto ele ou ela – não sei bem que sexo é o conde -, é bem velho e viu o começo da primeira revolução com o homem que é a cara de Adolf Hitler. E o que dá a compreender é que Germi sabe bem de estratégia e sabe de que lado deve ficar e esse lado é dos vencedores. Pelo o que deu a compreender o Conde é um travestis.

Na última parte, o rei negro encontra o trio do castelo, envia os seus subordinados e começa uma batalha com dois resíduos. Agora é que a batalha realmente irá começar. No final do mangá, temos uma tirinha do rei negro com os seus seguidores e mais algumas informações adicionais. E assim terminado mais um volume, no próximo será o terceiro volume e último lançado no Brasil.


Fico por aqui e recomendo o mangá e há algum tempo saiu o anime que vou ver e saber se é fiel ou parecido com o mangá. Até... 

Resenha do livro – Os cavaleiros do Zodíaco – The lost canvas artbook



Livro: Os cavaleiros do zodíaco – The lost canvas artbook – Ilustrações

Autor: Shiori Teshirogi X Masami Kuramada

Editora: JBC

Sinopse: https://www.skoob.com.br/os-cavaleiros-do-zodiaco-the-lost-canvas-artbook-626751ed627785.html

Sim leitor é um livro de ilustrações do mangá the lost canvas. E além do pôster de três folhas belíssimo com Temma e Alone tem algumas informações da autora sobre algumas artes e cada folha das 96 páginas temos a arte de Shiori desse Saga.

Não tenho muito o que falar desse livro ilustrado, pois é para mostrar o trabalho dela que até a própria autora comenta que foi pedido pelos fãs quando ela ia a convenções. Bem são as mais belas imagens que já vi na minha vida do mangá lost canvas e posso dizer que vale a pena ter se você é fã dos cavaleiros do zodíaco.

Comprei ele junto com outro livros no CCXP Tour Nordeste e valeu cada centavo.


Recomendo.